Demanda por anidro deve crescer 16% em 2011

Gasolina mais competitiva em relação ao etanol irá elevar a procura por anidro

Eduardo Magossi, da Agência Estado,

27 de abril de 2011 | 19h27

A demanda por etanol anidro deve crescer 16% durante o ano de 2011, de acordo com o diretor da Sociedade Corretora de Álcool (SCA), Martinho Ono. Segundo ele, o fato da gasolina permanecer mais competitiva em relação ao etanol em um maior número de estados irá elevar a demanda por anidro no período. Já a demanda por hidratado deverá cair 2,8%.

No total, a demanda de etanol carburante irá crescer 2,8%, considerando a média de anidro e hidratado. O executivo disse também que o consumo de etanol na indústria alcoolquímica irá crescer 17% no período, impulsionado principalmente pela produção de plástico verde, desenvolvido pela Braskem. Ono afirmou que as exportações de etanol devem recuar 26,6% no período analisado, de 1,7 bilhão de litros em 2010/11 para 1,3 bilhão de litros em 2011/12, o que deve fazer com que os Estados Unidos passe a ser o maior país exportador de etanol.

O executivo, que participou do Seminário da Guarani sobre perspectivas para os mercados de açúcar e etanol realizado em São Paulo, disse também que novos investimentos em etanol estão sendo limitados pela falta de um marco regulatório do setor. "O setor precisa de um marco regulatório para planejar sua oferta e demanda. No pré-sal, por exemplo, já se discute a partilha de royalties derivados da venda de petróleo enquanto no setor de etanol, muito mais organizado, não se tem nem metas de produção", afirma. Para Ono, 2011 é um ano em que o setor precisa tomar decisões e planejar como vai organizar sua expansão para os próximos anos.

Anidro

De acordo com Plínio Nastari, presidente da Datagro Consultoria, o setor deve priorizar a produção de etanol anidro nesta safra em função de sua melhor rentabilidade no momento, seguido pela produção de açúcar para o mercado interno, de açúcar para exportação e, por último, etanol hidratado. Segundo ele, a situação de oferta de etanol durante a safra 2011/12 será mais tranquila com os estoques de passagem saltando de 750 milhões de litros atuais para 1,61 bilhão de litros no final da safra 2011/12, em abril de 2012.

Nastari disse também que os preços do etanol não devem registrar uma volatilidade expressiva na safra 2011/12. Segundo ele, o piso ao produtor deverá ficar em torno de R$ 0,95 para o hidratado e em torno de R$ 1,4 por litro para o anidro. 

Tudo o que sabemos sobre:
anidrogasolinaetanol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.