Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Demanda por papéis do BTG já chega a R$ 2,75 bi

A abertura de capital (IPO, na sigla em inglês) do BTG Pactual já tem demanda para US$ 1,5 bilhão (cerca de R$ 2,75 bilhões), segundo fonte ouvida pela Agência Estado. O montante corresponde ao volume mínimo esperado na operação. No entanto, se todos os lotes forem vendidos, a oferta pode atingir R$ 4,1 bilhões. A maior parte da reserva acontece próximo ao fechamento do preço da ação, agendado para o dia 24 de abril.

O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2012 | 03h06

Do total demandado até agora pelos investidores, 10% (US$ 150 milhões, ou R$ 275,6 milhões) vieram da oferta prioritária, na qual os sócios do BTG têm direito de ficar com uma parte das ações. Conforme fontes, há um grupo de novos investidores estratégicos, entre europeus, asiáticos e americanos, que deve subscrever entre US$ 400 milhões e US$ 800 milhões (R$ 735 milhões e R$ 1,470 bilhão).

"Apesar da chiadeira de preço por parte dos investidores locais, há bastante interesse de investidores estrangeiros que veem no BTG um veículo para participar do crescimento do mercado de capitais brasileiro", avalia uma fonte com conhecimento da operação.

Já os investidores private banking devem participar com outros 10% do IPO do BTG. "Em resumo, o que vem efetivamente para o mercado local deve ser menos da metade da oferta", destaca um executivo de uma gestora de recursos. / ALINE BRONZATI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.