Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Demissões da DaimlerChrysler não devem atingir Brasil

Os sindicatos de metalúrgicos de São Paulo e Minas Gerais informam que não há notícia de demissões nas fábricas da DaimlerChrysler no Brasil. A fabricante automotiva anunciou nesta terça-feira que planeja cortar 6 mil postos de trabalho em três anos - o que equivale a 20% do quadro geral.O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Juiz de Fora e Região, Geraldo Werneck, afirmou que os 1,1 mil metalúrgicos da unidade mineira, que produz o automóvel Classe C, têm acordo de estabilidade até fevereiro de 2007. O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC afirmou que a unidade de caminhões da Mercedes-Benz não planeja cortes, embora não haja atualmente acordo de estabilidade.

Agencia Estado,

24 de janeiro de 2006 | 16h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.