Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Depois do corte da Selic, bancos reduzem juro para consumidor

Acompanhando a queda da Selic, a taxa básica de juros da economia, decidida nesta terça-feira pelo Comitê de Política Monetária (Copom), alguns bancos começaram a reduzir as taxas para o consumidor. No Bradesco, houve corte de juros em diversas modalidades de crédito. Para os clientes pessoa física, os juros mensais do cheque especial caíram de 8,05% para 8,01%, na máxima, e de 4,48% para 4,45%, na mínima. As taxas mensais do crédito pessoal foram reduzidas de 5,59% para 5,57%, na máxima, e de 2,70% para 2,66%, na mínima.No Crédito Pessoal Consignado para Aposentados INSS a taxa mínima mensal foi reduzida de 1,75% para 1,20%. Na modalidade CDC Veículos, a taxa mensal foi reduzida de 3,51% para 3,47% na máxima, na mínima opera com taxa de 1,73%. As taxas mensais do CDC Bens caíram de 4,47% para 4,43% na máxima, e de 3,00% para 2,96% na mínima.Para empresas, os juros do Capital de Giro caíram de 5,92% para 5,88% ao mês, na máxima, e de 2,95% para 2,91% ao mês, na mínima. Os juros da linha de Desconto foram reduzidos de 4,17% para 4,13% ao mês, na máxima, e de 1,92% para 1,88% ao mês, na mínima. Já as taxas mensais da Conta Garantida tiveram quedas de 6,40% para 6,36%, na máxima, e de 3,38% para 3,34%, na mínima. O novo patamar de juros passa a vigorar a partir de amanhã, dia 19, em toda a rede de agências. Banco do BrasilO Banco do Brasil reduziu as taxas de juros para cheques especiais, cartões de crédito e linhas de crédito direto ao consumidor (CDC). As taxas mínimas mensais do cheque especial e do cartão de crédito foram reduzidas para 2,13% e as máximas para 7,73%. No crédito direto ao consumidor (CDC) foram reduzidas as taxas do CDC Salário (4,36% ao mês), CDC Empréstimo Eletrônico (4,65% ao mês), CDC Renovação (4,65% ao mês), BB Crédito Parcelado Cartão (3,16% ao mês) e BB Crediário (2,36% ao mês) .No crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS, a taxa mensal cai conforme o prazo do empréstimo: 6 meses (1,20%), 12 meses (1,87%), 24 meses (2,29%) e 36 meses (2,44%).O Banco do Brasil reduziu também as taxas de juros de linhas de crédito destinadas às micro e pequenas empresas. O BB Giro Automático para microempresas terá taxa de 2,44% ao mês. O BB Giro Rápido para pequenas empresas terá taxa mínima de 2,18% ao mês e máxima de 2,52%. As taxas do Cheque Ouro Empresarial nas modalidades destinadas ao segmento têm taxa mínima de 5,09% ao mês e máxima de 7,65% ao mês. As novas taxas entram em vigor a partir de sexta-feira, dia 20.

Agencia Estado,

18 de outubro de 2006 | 19h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.