Edgar Su/ Reuters
Edgar Su/ Reuters

Deputado argentino propõe lei para pagamento de salários em bitcoin

Segundo José Luis Ramón, projeto é direcionado para que trabalhadores possam fortalecer sua autonomia e conservar o poder aquisitivo de sua remuneração, por meio do salário integral ou parcial recebido em moedas digitais

Rebeca Soares, O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2021 | 17h25

O deputado argentino José Luis Ramón apresentou um projeto de lei que tem o objetivo de permitir o pagamento de trabalhadores usando bitcoin (BTC) e outras criptomoedas no país.

Segundo o parlamentar, eleito pela província de Mendoza, o projeto é direcionado para que trabalhadores possam fortalecer sua autonomia e conservar o poder aquisitivo de sua remuneração, por meio do salário integral ou parcial recebido em criptos.

“Esta iniciativa surge da necessidade de promover uma maior autonomia e governança das remunerações, sem que isso implique perda de direitos ou exposição a situações de abuso no âmbito da relação de trabalho”, escreveu Ramón em sua conta oficial no Twitter.

A Argentina enfrenta crise econômica por conta de altas dívidas ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Além disso, o acumulado da inflação de 2020 foi de 36,1%. Em maio deste ano, o valor (calculado a partir do Índice de Precios al Consumo (IPC)) foi de 48,8%.

Uma das razões para a persistência da crise é a dependência que o país tem do dólar. Com a inflação alta, o peso argentino sofre intensa depreciação. Um peso argentino equivale a US$ 0,01 e R$ 0,05.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.