Deputados batem boca durante comissão da Reforma da Previdência

Deputados batem boca durante comissão da Reforma da Previdência

Durante a fala do auditor Fiscal da Receita Federal, o deputado da oposição Edmilson Rodrigues (PSOL-PA) se exaltou e fez críticas às mudanças propostas no sistema previdenciário pelo governo

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

09 de março de 2017 | 14h00

BRASÍLIA - Houve tumulto durante a realização da audiência pública da comissão da Reforma da Previdência desta quinta-feira, 9. Após a confusão, o presidente do colegiado, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), disse que vai levar ao Conselho de Ética da Câmara os nomes que perturbarem a ordem da realização das reuniões. 

Durante a fala do auditor Fiscal da Receita Federal Delúbio Gomes Pereira da Silva, o deputado da oposição Edmilson Rodrigues (PSOL-PA) se exaltou e fez críticas às mudanças propostas no sistema previdenciário pelo governo do presidente Michel Temer.

O auditor defendia a nova regra de cálculo para a pensão por morte, de 50% do valor mais 10 pontos percentuais por dependente. Ou seja, um casal que não tenha filhos geraria uma pensão para o companheiro de 60% da aposentadoria de quem faleceu.

"Nós não somos um bando de otário, não somos idiota", bradou o deputado.

Após as declarações, Marun pediu respeito ao regimento interno da Casa e ameaçou levar o caso ao Conselho de Ética, que analisa suspeitas de quebra de decoro parlamentar. "Não vou permitir que se venha aqui fazer esculhambação, desorganizar um trabalho que está sendo feito com respeito. É preciso de respeito ao servidor que está fazendo a sua exposição, o senhor interrompe, chama todo mundo de idiota e se acha no direito", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.