Desaceleração da economia da Espanha aumentou no 2º tri, diz BC do país

Os custos de empréstimos do governo se aproximam de níveis insustentáveis, alerta a autoridade

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

27 de junho de 2012 | 09h18

MADRI - A economia da Espanha foi "fortemente afetada" pela turbulência nos mercados financeiros e dados recentes apontam para um aprofundamento da desaceleração no crescimento econômico durante o segundo trimestre, afirmou o Banco Central do país.

Os custos dos empréstimos do governo espanhol se aproximaram de níveis considerados insustentáveis nas últimas semanas e os mercados acionários se tornaram incrivelmente voláteis, enquanto a Espanha ficou no centro da crise europeia.

"A economia espanhola foi atingida fortemente pela intensificação das tensões do mercado financeiro na zona do euro", afirmou o Banco Central. "A informações mais recentes no segundo trimestre sugerem que a atividade continuou a reduzir o ritmo."

Ao mesmo tempo, dados de maio indicaram que o crescimento dos salários apresentou moderação, acrescentou a autoridade monetária. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaCrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.