Desaceleração no crédito é bem-vinda, diz Brasil Plural

A desaceleração em termos reais na concessão de crédito direcionado na comparação com abril de 2013 "é bastante bem-vinda", na avaliação da economista do banco Brasil Plural, Priscilla Burity. Ao comentar a nota de crédito do mês passado, publicada nesta quinta-feira, 29, pelo Banco Central, e especialista ressalta que como os bancos públicos são os principais responsáveis pela concessão de crédito direcionado, a expansão que vinha ocorrendo a taxas "bastante superiores" que as do mercado livre acabava por tirar a participação de bancos privados no mercado de concessão de crédito.

MÁRIO BRAGA, Agencia Estado

29 de maio de 2014 | 13h37

Segundo Priscilla, as concessões de crédito direcionado tiveram crescimento real anual por dia útil de 53% no trimestre encerrado em junho de 2013. O movimento desacelerou de forma relevante na virada do ano e havia voltado a ficar mais forte entre janeiro e março de 2014, nas mesmas bases comparativas. "O governo tem falado que a intenção é segurar a expansão do crédito direcionado, mas havíamos percebido um ganho de momento no início do ano", avaliou, ressaltando que o movimento de arrefecimento em abril está em linha com a intenção anunciada pelo governo.

Tudo o que sabemos sobre:
créditoBCabrilBrasil Plural

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.