Gildo Mendes
Gildo Mendes

‘Desafio Cannes’ premia vencedores

Na 2ª edição de prêmio do ‘Estadão’, 13 profissionais receberão viagem, estadia e credenciamento para o Cannes Lions

O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2016 | 09h08

A cerimônia de entrega dos troféus Ex-Libris aos vencedores do Prêmio “Desafio Estadão Cannes” 2016 foi realizada ontem, em São Paulo. Maior prêmio em valores da publicidade brasileira, o Desafio Estadão levará, neste ano, 13 profissionais para o Cannes Lions - Festival Internacional de Criatividade, que acontece em junho. O Estadão é representante oficial de Cannes Lions no Brasil.

O prêmio é dividido em cinco categorias: Branded Content, Indústria, Serviços, Varejo e Imóveis (neste ano, o júri decidiu não escolher um vencedor para o último setor). Três profissionais envolvidos em cada campanha premiada - criação e mídia da agência e o responsável pela aprovação da campanha no cliente - recebem passagem aérea, estadia e credenciamento para o festival. O profissional de mídia do ano, eleito em votação separada, recebe os mesmos prêmios.

Na cerimônia de premiação, o diretor executivo comercial do Grupo Estado, Flávio Pestana, afirmou que, ao associar o prêmio a Cannes Lions, o Estadão cumpre, como representante oficial do evento no País, a missão de apresentar os mais criativos brasileiros ao maior festival global de criatividade.

Vencedores. Entre as quatro campanhas premiadas pelo júri, estão duas que foram desenvolvidas pela Lew’Lara\TBWA. A agência ganhou nas categorias Indústria e Branded Content. De acordo com Felipe Luchi, vice-presidente de criação da Lew’Lara, a ação para o Café Pelé, vencedora em Indústria, exigiu que a equipe da empresa corresse contra o tempo.

A campanha, que consistiu em vender o Café Pelé embalado com a capa do Estadão, envolveu o acompanhamento do fechamento do jornal, o transporte da capa até a fábrica que fornece embalagens para a marca e, por fim, o empacotamento do café. Tudo para garantir que, pela manhã, as embalagens de 5 mil unidades estampassem as notícias do jornal daquele mesmo dia.

A campanha de Branded Content (conteúdos produzidos para marcas) envolveu vídeos, capa promocional do jornal, inserções no site e um suplemento especial sobre pequenos negócios, entre outras ações. Segundo Luchi, a ideia foi fazer uma série de inserções que fixassem a mensagem da campanha do Sebrae, que visava a incentivar o consumidor a dar preferência a produtos de micro e pequenos empreendimentos.

A agência Africa venceu na categoria Serviços, com uma campanha feita para o banco Itaú. A presença nas plataformas do Grupo Estado fez parte de uma estratégia massiva de veiculação da iniciativa “Digitau”, criada para promover os meios digitais do banco.

Na categoria Varejo, o prêmio foi para uma campanha da Publicis Salles Chemistri para a Chevrolet. “A escolha do Estadão fez sentido porque queríamos atingir o formador de opinião, pessoas que sabem do que estão falando”, explicou o gerente de marketing de varejo da GM do Brasil, Rogério Sasaki.

Escolhido o Mídia do Ano, Rafael Amorim, diretor-geral de mídia da Talent Marcel, afirmou que o papel deste profissional está em transformação: “Está mais difícil ser mídia. Não se trata mais de escolher uma mídia para veiculação, mas de ser relevante para o consumidor no meio que ele escolher.”

Mais conteúdo sobre:
Desafio CannesEstadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.