Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Desafio do Brasil é aumentar competitividade, diz Coutinho

Segundo presidente do BNDES, crescimento do País é sustentável, mas existe uma demanda reprimida e, por isso, é preciso fazer reformas para aumentar a produtividade 

Luciana Antonello Xavier, correspondente,

23 de abril de 2012 | 16h11

NOVA YORK - O desafio do Brasil é aumentar a competitividade da indústria, do setor de serviços e do setor público, reconheceu nesta segunda-feira, 23, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, que fala a investidores estrangeiros em clube privado em Manhattan, durante o "Brazil Summit", promovido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Coutinho disse que o crescimento do País é sustentável, mas que existe uma demanda reprimida no País e, por isso, é preciso fazer reformas para aumentar a produtividade. "O governo brasileiro tem margem de manobra", disse ele, referindo-se às políticas macroeconômicas. 

Coutinho afirmou ainda que os juros no Brasil vêm caindo e que não há razão para eles não serem mais baixos. Ao mesmo tempo, ele destacou as várias oportunidades de investimento no horizonte, em especial nos setores de petróleo e gás, infraestrutura e energia. Coutinho citou ainda o Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2), a Copa do Mundo em 2014 e a Olimpíada de 2016.

No início do discurso, Coutinho pediu desculpas pela ausência do ministro da Fazenda, Guido Mantega, no evento. Mantega participaria do Brazil Summit, mas antecipou sua volta ao Brasil para ontem, após reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI), em Washington.

Coutinho disse que Mantega tinha que estar em Brasília para tratar de assuntos urgentes, sem dar mais detalhes. Outro convidado ausente neste almoço é a secretaria municipal de Finanças do Rio de Janeiro, Eduarda la Rocque, que não teria conseguido chegar em razão do cancelamento de seu voo. Ela ainda é esperada para participar amanhã de evento da Rio+20 em Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:
BNDESIndústria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.