Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

'Desafio Estadão' anuncia vencedores

Ao todo, 16 profissionais de agências e de anunciantes foram escolhidos e premiados com viagem para o festival de publicidade Cannes Lions

O Estado de S.Paulo

27 Maio 2015 | 02h06

O prêmio 'Desafio Estadão', que vai levar 16 profissionais de agências de publicidade e de anunciantes ao Cannes Lions - Festival Internacional de Criatividade, celebrou ontem seus vencedores, com a entrega dos troféus da primeira edição. O 'Estadão' é o representante oficial de Cannes Lions no País.

Foram três vencedores em cada categoria, incluindo indústria, varejo, mercado imobiliário e branded content (que julga as peças produzidas em parceria com a área de conteúdo de marcas do Grupo Estado). Além disso, o prêmio retomou a tradição do Estadão de celebrar os profissionais de mídia, com a eleição de Flavio De Pauw, diretor de serviços a clientes da AlmapBBDO, como o Mídia do Ano.

Para concorrer, as campanhas tiveram de usar pelo menos duas das plataformas do Estadão (jornal, site, dispositivos móveis, rádio e TV Estadão). Os responsáveis pela peça nas agências e pela aprovação da ideia nos clientes receberam, além de um pacote completo para Cannes Lions (passagem, hospedagem e direito de participar do festival), o troféu Ex-Libris, símbolo do jornal, que pela primeira vez ganhou formato tridimensional.

Eleito na categoria Imóveis, o presidente da Publicidade Archote, Pedro Cesarino, afirmou que a campanha "Tijolo, Moeda Forte", da Fernandez Mera, provou que a veiculação no meio jornal é eficiente e tem efeito direto nas vendas. "A campanha começou a ser veiculada em 10 de janeiro, tido como um período fraco do ano para o setor, e mesmo assim deu um forte resultado", diz o publicitário.

Segundo Cesarino, a partir da veiculação, 110 mil pessoas visitaram o site da promoção, que reuniu imóveis em estoque de mais de 20 incorporadoras. A partir dessas visitas, cerca de 2,7 mil clientes foram até os estandes dos edifícios incluídos na campanha.

Os premiados também mostraram a vocação multiplataforma do jornal. A campanha da Totvs, por exemplo, apostou nas mídias digitais do Estadão, lembra Roberta Barreto, diretora de mídia da F.biz. A escolha, segundo ela, foi motivada pela necessidade de encontrar um veículo que fosse lido pelos públicos-alvo da Totvs, como profissionais de finanças, de administração hospitalar e pequenos e médios empresários. "Foi uma campanha 100% digital, com o objetivo de mostrar como a marca pode auxiliar esses diferentes públicos."

Para Flavio Pestana, diretor executivo comercial do Grupo Estado, as campanhas vencedoras utilizaram especialmente bem as possibilidades oferecidas pelas plataformas do Estadão. "Elas não foram veiculadas conosco por acaso, mas sim pensadas para as nossas mídias", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.