Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Desde o início dos leilões diários, real já valorizou mais de 6%, diz Tombini

Presidente do BC disse que o Brasil está preparado para o atual momento de transição da condição monetária internacional

Francisco Carlos de Assis, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 14h48

SÃO PAULO - O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse nesta quinta-feira, 12, que o programa de leiloes de swap cambial e de linha (vendas de dólares com compromisso de recompra), além de conferir previsibilidade, tem o objetivo de prover proteção cambial aos agentes econômicos neste período de transição na economia internacional. De acordo com o presidente do BC, desde o anuncio do programa em 22 de agosto, o real já se apreciou mais de 6%.

Tombini avaliou que as perspectivas para a economia internacional têm melhorado. Para ele, a economia mundial está em transição com o inicio da normalização das condições monetárias. Esse momento de transição, de acordo com Tombini, apresenta desafios para os quais o Brasil está preparado e o BC tem atuado para reduzir as volatilidades decorrentes deste processo.

Crescimento

O presidente do Banco Central disse que o crescimento tem se materializado de forma gradual, destacando o desempenho da produção de bens de capital ligados ao investimento.

Tombini disse que a economia apresentou diversos aspectos positivos no primeiro semestre. Ele destacou o crescimento do PIB a um ritmo superior a 6% em termos atualizados no segundo trimestre.

Segundo ele, a consolidação da economia como um todo e do investimento, em particular, passa pelo fortalecimento da confiança das empresas e das famílias, que mostra recuperação no período mais recente.

Tombini comentou que o crescimento das vendas do varejo, divulgado hoje pelo IBGE, corrobora a melhora da economia e da confiança das famílias.

Ele se referiu ao crescimento de 1,9% das vendas do varejo em julho sobre junho e de 6% sobre igual mês do ano passado.

Tombini participou de almoço com integrantes da Associação Nacional de Jornais (ANJ) e as informações sobre o que o presidente falou para os participantes do evento foram passadas aos jornalistas pela assessoria de imprensa do BC.

Tudo o que sabemos sobre:
BCTombini

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.