Desembolsos do BNDES caem 6% até maio, a R$43,5 bilhões

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) totalizaram 43,5 bilhões de reais nos primeiros cinco meses do ano, recuando 6 por cento contra o mesmo período de 2010.

REUTERS

21 de julho de 2011 | 16h41

A desaceleração dos desembolsos, segundo a instituição, está em linha com a estimativa de que os financiamentos de 2011 fiquem em um patamar semelhante aos do ano passado, próximo a 145 bilhões de reais.

No período de 12 meses até maio, foram liberados 140,9 bilhões de reais, queda de 7 por cento em relação aos 12 meses anteriores. O valor não leva em conta a capitalização da Petrobras ocorrida no ano passado.

De acordo com o banco de fomento, 44 por cento dos desembolsos de janeiro a maio foram para micro, pequenas e médias empresas.

O setor de infraestrutura captou 40 por cento dos financiamentos, seguido pela indústria (32 por cento), comércio e serviços (20 por cento) e agropecuária (8 por cento).

O volume de aprovações cresceu 6 por cento de janeiro a maio, somando 62 bilhões de reais.

(Por Priscila Jordão)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBNDESDESEMBOLSOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.