Desembolsos do BNDES caíram 24% este ano, até setembro

Os empréstimos do BNDES caíram 24% nos nove primeiros meses do ano, em relação a igual período do ano passado. Segundo o banco estatal, foi liberado R$ 1,997 bilhão em setembro, elevando o acumulado em nove meses para R$ 19,055 bilhão. Como o orçamento prevê desembolsos de R$ 34,7 bilhões este ano, o banco ainda dispõe de R$ 15,6 bilhões para os próximos três meses, o que corresponde a uma média mensal superior a R$ 5 bilhões.Os dados mostram que a retração é grande também no volume de aprovações. No mês passado, a diretoria da instituição aprovou operações de R$ 3,028 bilhões, elevando o acumulado no ano para R$ 19,593 bilhões, o que representa queda de 33% em relação a igual período de 2002. Como os valores são nominais, a queda real (descontada a inflação) chega a mais de 50% em relação ao ano passado. As consultas - primeira das quatro etapas até a liberação de recursos - estão caindo menos. Segundo o BNDES os novos projetos encaminhados no mês passado somaram R$ 3,798 bilhões, elevando o acumulado no ano para R$ 26,447 bilhões, o que representa queda de 17% em relação a igual período de 2002. Os enquadramentos (pré-aprovação) somaram R$ 2,996 bilhões em setembro, elevando o acumulado no ano para R$ 21,301 bilhões, com queda nominal de 19%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.