Desembolsos do BNDES cresceram 40% até outubro

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, informou que os desembolsos do BNDES cresceram 40% de janeiro a outubro em comparação com o mesmo período do ano passado. "Essa é uma demonstração que o BNDES está firme nesse momento em que o crédito está se contraindo. Estamos expandindo o crédito para ajudar a economia brasileira a ultrapassar esse momento", afirmou.O presidente do BNDES relatou ontem à noite ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, os dados mais recentes sobre o desempenho do crédito do banco nessas últimas semanas. Ele afirmou ontem que o banco vai ajudar os setores da econômica que perderam a capacidade de investimento com o travamento do crédito no Brasil e no mundo."Vamos ajudar para que eles possam voltar a investir que é de interesse do País", afirmou. Coutinho disse que alguns setores foram mais machucados pelo travamento do crédito, principalmente a agricultura e os de produção de bens duráveis. Ele manifestou confiança que essa fase difícil de restrição ao crédito será superada no Brasil de maneira "bem-sucedida". Segundo ele, a manutenção dos investimentos é muito importante para preservar um crescimento saudável da economia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.