Desembolsos do BNDES ficam estáveis em maio, a R$9,7 bi

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)concedeu empréstimos de 9,7 bilhões de reais em maio, quase estáveis sobre um ano antes, segundo comunicado divulgado pelo banco de fomento nesta quinta-feira.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h37

No acumulado de janeiro a maio, os desembolsos totalizaram 43,8 bilhões de reais, alta de 1 por cento sobre igual intervalo em 2011.

De acordo com o BNDES, o setor de infraestrutura, incentivado pelos segmentos de energia elétrica, telecomunicações e transporte ferroviário, liderou o desempenho do banco nos primeiros cinco meses deste ano, respondendo por 39 por cento das liberações globais.

Já o setor de indústria respondeu por participação de 26 por cento do total, impulsionada por projetos de papel e celulose, têxtil e vestuário e metalurgia.

As micro, pequenas e médias empresas, por sua vez, responderam por 39 por cento dos desembolsos totais do BNDES nos primeiros cinco meses de 2012.

Ainda de acordo com o BNDES, o total de consultas por financiamentos atingiu 92,5 bilhões de reais entre os meses de janeiro e maio deste ano, com expansão de 27 por cento em relação ao mesmo período de 2011.

Já os enquadramentos de projetos, etapa imediatamente posterior à consulta, mostraram expansão total de 13 por cento até maio, completou o BNDES.

(Por Carolina Marcondes)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBNDESMAIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.