Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Desembolsos do BNDES sobem 18% em 2005

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) subiram 18% em 2005 ante ano anterior, somando R$ 47 bilhões. o montante consolidado de desembolsos é inferior ao previsto pelo banco no início do ano passado, que era de R$ 60 bilhões - sendo que a meta foi reduzida para R$ 50 bilhões em meados de 2004. Em 2004, o banco encerrou o ano com desembolsos da ordem de R$ 40 bilhões. O setor industrial foi o que apresentou o maior crescimento nas aprovações de novos financiamentos em 2005, de 100%, subindo de R$ 14,4 bilhões no ano anterior para R$ 28,9 bilhões (no ano passado). De acordo com o BNDES, o segmento da indústria com o maior volume de aprovações, ou seja, em dinheiro, no ano de 2005, foi o de material de transporte (fabricação e montagem de veículos automotores, aeronaves, embarcações e equipamentos ferroviários), com montante de R$ 9,6 bilhões - superando em 53% os R$ 6,2 bilhões de 2004. Já o segmento com maior crescimento porcentual nas aprovações foi o de papel e celulose, 1.169%, passando de R$ 291 milhões para R$ 3,7 bilhões, de 2004 para 2005. ExportaçõesAo detalhar os desembolsos do ano passado, o banco informou que as liberações para exportações atingiram US$ 5,8 bilhões em 2005, montante 52% superior aos US$ 3,8 bilhões registrados no ano anterior. De acordo com o informe, em 2005, as liberações para exportações do setor industrial somaram US$ 5,5 bilhões, desempenho 54% superior ao de 2004 (US$ 3,6 bilhões). "Nesse setor, o segmento de material de transporte teve crescimento de 41% (em 2005 ante 2004), somando US$ 4 bilhões, e o segmento da indústria mecânica, que produz máquinas, equipamentos e ferramentas, aumentou 232% (em 2005 ante ano anterior), totalizando US$ 847 milhões", esclareceu o banco. De acordo com a instituição, o desempenho positivo também foi atingido por exportações do setor de infra-estrutura, que chegaram a US$ 294 milhões, dos quais US$ 292 milhões são relativos ao segmento de construção - que cresceu 28% no ano passado, em relação a 2004. "As exportações do segmento de construção foram principalmente de bens e serviços para obras na Argentina, Equador, Venezuela e República Dominicana", detalhou o comunicado.Aprovações para financiamentos sobem em 2005O BNDES ainda informou que as aprovações para novos financiamentos em 2005 subiram 44% ante 2004, encerrando o ano passado com montante de R$ 54,5 bilhões. No informe, o banco comentou que "o aumento significativo nas aprovações sinaliza uma aceleração nos desembolsos do BNDES ao longo de 2006". Em 2004, as aprovações para novos financiamentos haviam ficado em R$ 37,9 bilhões. Termômetro do investimento cai 8% em 2005As cartas-consulta de financiamento ao BNDES, que são consideradas "termômetro" do apetite do empresário em investir, encerraram 2005 com queda de 8% ante o ano anterior, com montante de R$ 90,6 bilhões no ano passado. O BNDES comentou, porém, que, apesar da queda durante o ano, as cartas-consulta tiveram crescimento de 16% e 32%, em novembro e dezembro, com total de financiamentos pretendidos de R$ 7,2 bilhões e R$ 11,6 bilhões, respectivamente. Já enquadramentos, que são o primeiro nível de análise dos pedidos de financiamento que chegam ao BNDES, cresceram 9% - de R$ 75 bilhões, em 2004, para R$ 81,8 bilhões, no ano passado.

Agencia Estado,

13 de janeiro de 2006 | 15h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.