finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Desembolsos do BNDES somam R$ 107,5 bi até outubro

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no acumulado de janeiro a outubro de 2009 atingiram R$ 107,5 bilhões, com alta de 50% ante igual período do ano passado, segundo nota divulgada hoje pelo banco. De acordo com a nota, as aprovações do banco entre janeiro e outubro de 2009 "também atingiram valor recorde", de R$ 129,9 bilhões, com alta de 40% ante igual período de 2008. Os enquadramentos, de R$ 150,2 bilhões, e as consultas, de R$ 183,5 bilhões, representaram alta de 16% e 20%, respectivamente, ante igual período do ano passado.

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

24 de novembro de 2009 | 17h31

De acordo com a nota do BNDES, o bom desempenho da indústria foi o principal responsável pelo resultado dos desembolsos até outubro. O setor industrial respondeu por 49% do total de desembolsos, com liberações de R$ 52,6 bilhões, com crescimento de 82% em relação aos 10 primeiros meses de 2008. Entre os segmentos que mais se destacaram, segundo o banco, estão o de material de transporte, química e petroquímica e metalurgia.

No que diz respeito à infraestrutura, os desembolsos somaram R$ 36 bilhões, com aumento de 28% ante janeiro a outubro do ano passado. O destaque, neste caso, foram os desembolsos para energia elétrica, que atingiram R$ 10,4 bilhões, alta de 60% em relação aos 10 primeiros meses de 2008.

De acordo com a nota do BNDES, os resultados acumulados nos últimos 12 meses até outubro revelam aumento de 48% nos desembolsos (R$ 128,3 bilhões) e de 29% nas aprovações (R$ 158,2 bilhões). Os enquadramentos e as consultas somaram, nessa ordem, R$ 175,5 bilhões (alta de 13%) e R$ 206,4 bilhões (alta de 17%) em 12 meses.

O BNDES divulgou também que os financiamentos do banco às exportações nos primeiros 10 meses do ano cresceram 60%, totalizando US$ 7,2 bilhões, ante os US$ 4,5 bilhões do mesmo período do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.