Desembolsos do BNDES somaram R$ 26,6 bi até abril

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nos primeiros quatro meses do ano totalizaram R$ 26,6 bilhões, o que significa um aumento de 2% ante o mesmo período de 2008. As aprovações, por sua vez, apresentaram queda de 20% e ficaram em R$ 28 bilhões. De acordo com o banco, o resultado foi influenciado pela aprovação, no ano passado, de limite de crédito de cerca de R$ 7 bilhões para a Vale, que deixou de constar nas estatísticas em 2009. Os enquadramentos (R$ 67,5 bilhões) e consultas (R$ 77,1 bilhões) tiveram expansão de 41% e 34% em relação ao primeiro quadrimestre do ano anterior, respectivamente.

DANIELE CARVALHO, Agencia Estado

15 de maio de 2009 | 19h12

"Apesar da crise, as consultas por novos financiamentos do BNDES tiveram um desempenho positivo no primeiro quadrimestre, o que reforça as expectativas de manutenção dos elevados níveis de desembolso do banco em 2009 e 2010", analisa Gabriel Visconti , chefe do Departamento de Orçamento do BNDES.

No período de 12 meses, os desembolsos totalizaram R$ 92,8 bilhões, valor 22% superior em relação ao mesmo período anterior. De acordo com o banco, as aprovações, de R$ 114,5 bilhões, cresceram 3% na mesma base de comparação apontando para a expansão das liberações ao longo do ano.

Os projetos enquadrados e em consultas atingiram, respectivamente, R$ 174,8 bilhões (alta de 34%) e R$ 195,2 bilhões (alta de 32%). A indústria liderou os desembolsos nos últimos 12 meses encerrados em abril, respondendo por 42% (R$ 37,6 bilhões) do total liberado e apresentando expansão de 19% em relação aos mesmos meses anteriores.

Tudo o que sabemos sobre:
BNDESfinanciamentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.