Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Desembolsos dos BNDES sobem 65% no primeiro semestre

Todos os setores apoiados pelo BNDES registraram aumento nos valores desembolsados; valor total foi de R$ 88,3 bilhões

Vinicius Neder, Agência Estado

14 de agosto de 2013 | 12h29

RIO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) desembolsou R$ 88,3 bilhões no primeiro semestre deste ano, o que representa uma alta nominal de 65% na comparação com a primeira metade de 2012. Todos os setores apoiados pelo BNDES registraram aumento nos valores desembolsados, segundo o banco de fomento.

Também cresceram as aprovações para financiamento a novos projetos (R$ 91,1 bilhões, uma alta de 26%) e as consultas das empresas por novos financiamentos (R$ 124,9 bilhões, uma alta de 6%).

Os desembolsos para a indústria cresceram 93% ante o primeiro semestre de 2012, chegando a R$ 29,4 bilhões. Para infraestrutura, foram destinados R$ 27,3 bilhões, crescimento de 36%. As liberações para comércio e serviços, por sua vez, somaram R$ 17,7 bilhões, alta de 35%. Já a agropecuária recebeu R$ 9,3 bilhões, avanço de 11%.

Em junho, o banco liberou R$ 15,2 bilhões, um aumento de 57,2% na comparação com junho de 2012, e as consultas por financiamentos atingiram R$ 22,1 bilhões.

Lucro

O BNDES registrou lucro líquido de R$ 3,2 bilhões no primeiro semestre, alta de 20,4% em relação ao primeiro semestre de 2012. Com capitalização de R$ 15 bilhões, o patrimônio de referência do BNDES subiu para R$ 96 bilhões, deixando o Índice de Basileia, no encerramento do segundo trimestre, em 15,8%.

Segundo o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, foram três fatores que impulsionaram o lucro. "Houve aumento das operações de crédito. Em segundo lugar, houve uma melhoria do resultado da BNDESPar", afirmou Coutinho há pouco, em entrevista coletiva. O terceiro fator foram ganhos com as posições de hedge do banco em títulos de juros futuros. "Quando o juro futuro subiu, no nosso caso, ganhamos", disse Coutinho.

Tudo o que sabemos sobre:
BNDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.