carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Desemprego bate recorde em São Paulo

O índice de desemprego na região metropolitana de São Paulo atingiu em outubro 19% da População Economicamente Ativa (PEA), segundo levantamento feito pela Fundação Seade, em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese). É o maior índice verificado desde outubro de 1999. O desemprego cresceu na Grande São Paulo pelo quarto mês consecutivo e superou as duas maiores altas deste ano. Em junho de 2002, o índice registrado foi de 18,8% e, em setembro, de 18,9%. Em outubro de 2001 o desemprego ficou em 18,3%. De acordo com a pesquisa, o número de desempregados na região é de 1,80 milhão de pessoas, praticamente estável em relação ao mês anterior. Segundo as instituições, o nível de ocupação na região metropolitana de São Paulo sofreu, em outubro, uma leve oscilação de - 0,2%, resultado da redução de 26 mil cargos no comércio e a geração de 12 mil empregos na indústria. Os demais setores permaneceram estáveis.O relatório da Fundação Seade e do Dieese destaca uma retração no emprego com carteira assinada no setor privado de 45 mil postos de trabalho. Além disso, o relatório indica que o rendimento médio real recebido pelos ocupados subiu 1,4%, ao valor médio de R$ 864, enquanto que o rendimento dos assalariados manteve-se relativamente estável (-0,1%), ao valor médio de R$ 897.

Agencia Estado,

25 de novembro de 2002 | 11h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.