MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO
MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

Desemprego cai para 16,8% na região metropolitana de São Paulo

Resultado de novembro melhorou em relação a outubro; total de desempregados foi estimado em 1,869 milhão

Thaís Barcellos, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2016 | 22h13

A taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo atingiu 16,8% em novembro, o que representa queda de 17,2% em relação à variação de outubro, segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego da Fundação Seade e do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE).

A abertura do dado de novembro mostra que a taxa de desemprego aberto recuou de 14,3% para 14% de outubro para novembro, enquanto o indicador de desemprego oculto caiu de 2,9% para 2,8%. Desemprego aberto é quando a pessoa procurou trabalho de maneira efetiva nos últimos 30 dias. O oculto pode ser por trabalho precário, quando não há perspectiva de continuidade e previsibilidade, ou por desalento, quando a pessoa deixou de procurar em função das circunstâncias ruins do mercado.

Em novembro, o contingente de desempregados na região metropolitana da São Paulo foi estimado em 1,869 milhão de pessoas, 41 mil a menos que no mês anterior. Segundo as instituições, esse resultado ocorreu por causa da elevação do nível de ocupação, com a geração de 65 mil postos de trabalho (0,7%), em número superior ao da População Economicamente Ativa, que teve aumento de 24 mil pessoas (0,2%). Dessa maneira, o contingente de ocupados ficou em 9,257 milhões de pessoas. O rendimento real médio dos ocupados subiu 1,7%, para R$ 2.014, entre setembro e outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.