Desemprego com fusão Varig-TAM é inevitável, diz ministro

O ministro da Defesa, José Viegas, disse ser inevitável que a fusão das companhias aéreas Varig e TAM provoquem algum desemprego no setor, mas ponderou que o problema poderá ser minimizado se o processo de fusão for bem administrado. "Algum desemprego no setor é inevitável", disse Viegas, após receber a Medalha Mérito Santos Dumont, em cerimônia realizada na Base Aérea de Brasília da qual participou também o vice-presidente José Alencar. Viegas disse ainda que os planos de demissão voluntária são o melhor instrumento para enfrentar a atual situação das empresas aéreas envolvidas no processo de fusão. "O desemprego poderá ser selvagem e imediato, no caso do colapso de uma companhia aérea, ou poderá ser minimizado e bem administrado no contexto de um bom entendimento empresarial", disse Viegas, lendo uma nota antes de dar entrevista. "Todos os que acompanham o setor sabem que é necessário um enxugamento da oferta, o que provocará uma inevitável redução do nível de emprego". Segundo o ministro, a fusão da Varig com a TAM ?é a única proposta apresentada no campo real que tem perspectivas de viabilidade e é compatível com as necessidades de reestruturação do setor". O ministro disse que a Varig é um patrimônio da Nação e que sua marca será preservada. Viegas assegurou também que nunca se cogitou uma intervenção federal na Varig. Ele observou que as companhias de aviação comercial enfrentam, no momento, uma grande ociosidade, que chega a 80% em algumas linhas. Ele ressaltou que, se dentro da proposta do governo de reduzir a oferta de assentos no setor, houver aumentos abusivos de tarifas, o governo tem como coibir excessos. O ministro citou a possibilidade de o Departamento de Aviação Civil (DAC) autorizar outras empresas a explorarem linhas em que sejam verificados abusos.

Agencia Estado,

18 Julho 2003 | 12h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.