Desemprego deve cair no 2º semestre, prevê Dieese

O desemprego no segundo semestre deve ser menor do que nos primeiros seis meses de 2003, previu hoje o diretor do Dieese, Sérgio Mendonça. "Não vamos registrar taxas espetaculares de crescimento por causa da queda na renda, que é a grande trava para o desenvolvimento econômico, mas as notícias serão melhores", disse.Segundo ele, além da sazonalidade do período - crescimento da atividade econômica no segundo semestre - a redução dos juros poderá elevar a produção e melhorar o emprego. Para ele, se a inflação futura continuar baixa e se os dissídios no segundo semestre obtiverem bons resultados para os trabalhadores, o desemprego poderá cair mais rápido.O diretor do Dieese destacou que a queda do desemprego tem reflexos positivos em toda a economia. "Se a perspectiva de geração de emprego melhora, isso cria um clima favorável até para decisões de consumo e endividamento que as famílias costumam tomar daqui para frente", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.