Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Desemprego deve permanecer alto em abril, prevê Seade

O desemprego não deve recuar em abril na região metropolitana de São Paulo. Hoje foi divulgado o desemprego na região em 20,6% em março e, segundo a gerente de Análise de Pesquisas da Fundação Seade, Paula Montagner, o desemprego deve ficar neste patamar.Ela entende que, por conta do grau de depressão atingido na renda do trabalhador brasileiro, é urgente a necessidade de uma ação governamental. "A única forma que vejo de quebrar esse ciclo é ter um reajuste maior do salário mínimo. Governar é também induzir", justificou, ao alegar que a oferta maior do mínimo pode resultar em estímulos ao consumo e contratações pelas empresas.Além disso, ela sugere ao governo que seja avaliada a possibilidade de diminuição da pressão de custos de vida das populações com menor poder de renda. Essa redução viria, por exemplo, na diminuição do ritmo e dos índices de reajuste de tarifas públicas cobradas da população. "As tarifas públicas têm subido em uma velocidade grande, diferentemente da renda. Uma opção seria diminuir o efeito dessas tarifas nos rendimentos daqueles que ganham menos", apontou.

Agencia Estado,

22 de abril de 2004 | 18h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.