Desemprego é a segunda causa de inadimplência no Brasil

O desemprego é o segundo motivo que tem levado o brasileiro a figurar nos cadastros de restrição de crédito. A informação consta da pesquisa bimestral Perfil do Inadimplente, divulgada nesta terça-feira pela Telecheque. Dos 1.120 consumidores consultados pela empresa entre maio e junho, 11% responderam que os seus cheques foramdevolvidos porque eles estavam desempregados. Na pesquisa anterior, referente a março e abril, o desemprego era só a quarta causa da inadimplência.O maior problema do brasileiro ainda é o descontrole financeiro, apontado como causa da inadimplência por 20% dos consumidores, embora o percentual de consumidores que gastaram mais do que ganharam ou que simplesmente esqueceram de pagar suas contas seja menor em relação ao da pesquisa passada (27%). "O fato de o desemprego ficar na segunda colocação no ranking de motivos da inadimplência é explicado pela lenta recuperação da economia no primeiro semestre", diz José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque. Ele acrescenta que a recuperação dos índices de emprego formal, apontada por diversas entidades de pesquisa e pelo próprio governo recentemente, ainda não se refletiu no déficit financeiro acumulado dos consumidores.O atraso salarial aparece na mesma colocação da pesquisa anterior, como a terceira razão da inadimplência. Do total de consumidores consultados, 10% alegaram ser esse o motivo da devolução dos cheques, ao lado do empréstimo do nome, com mesmo percentual. Na pesquisa anterior, o atraso salarial foi citado por 16% dos consumidores e o empréstimo do nome, que ocupava a segunda colocação, por 18% deles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.