Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Desemprego em SP cai para 14,4% em outubro e renda aumenta

O mercado de trabalho da regiãometropolitana de São Paulo melhorou em outubro, com queda dodesemprego e aumento, pelo segundo mês consecutivo, da rendados trabalhadores, segundo pesquisa da Fundação Seade e doDieese divulgada nesta quarta-feira. O desemprego caiu para 14,4 por cento em outubro, ante 15,1por cento em setembro. O contingente de desempregados foi estimado em 1,482 milhãode pessoas, 58 mil a menos que no mês anterior. "Essecomportamento resultou do aumento do nível de ocupação (151mil) em número superior ao de pessoas que entraram no mercadode trabalho (93 mil)", informaram as entidades em nota. Entre os setores, o nível de ocupação aumentou 7,4 porcento no segmento Outros setores --que inclui construção civile serviços domésticos--, 1,6 por cento em Serviços e 0,7 porcento na Indústria. No comércio, por outro lado, houve uma ligeira queda de 0,2por cento. A sondagem mostrou ainda que o rendimento médio real dosocupados cresceu 2,7 por cento em setembro --pago em outubro--ante o mês anterior, para 1.140 reais. A renda dos assalariados aumentou 2,9 por cento, para 1.207reais. (Reportagem de Vanessa Stelzer)

REUTERS

28 de novembro de 2007 | 10h50

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEMPREGOSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.