Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Desemprego em SP pode ficar abaixo de 14% em novembro

A taxa de desemprego na Grande São Paulo pode ficar abaixo de 14% da População Economicamente Ativa (PEA) em novembro, segundo o coordenador de análises da Fundação Seade, Alexandre Loloian. Em outubro, a redução foi de 15,1% para 14,4%. O que está por trás dessa expectativa positiva para o final do ano são as festas de Natal e Ano Novo, que costumam incrementar as vendas e gerar novos postos de trabalho. "Se for mantido, o ritmo de queda visto de setembro para outubro, a taxa ficará abaixo de 14% já em novembro", estimou.O que pode impedir o cumprimento dessa estimativa é justamente o otimismo por parte da população, segundo Loloian. Isso porque, com a perspectiva de que haverá aumento de oferta de trabalho, mais pessoas se dispõem a disputar uma dessas vagas, o que aumenta a PEA. Em média, de acordo com o coordenador, há um incremento de 100 mil pessoas na PEA por mês. "A expectativa é a de que esse porcentual inferior a 14% se concretize. Não há nada que vá contra", comentou.Para se ter uma idéia, em novembro de 2006, a taxa de desemprego na Região Metropolitana de São Paulo estava em 14,1%, a menor daquele ano, mas acima da projeção para o resultado deste mês. A última vez que o porcentual ficou abaixo de 14% foi em janeiro de 1997, quando atingiu 13,9% da PEA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.