Desemprego na Grã-Bretanha cai para 4,8%

A taxa de desemprego na Grã-Bretanha caiu para 4,8% em três meses até janeiro, menor nível desde o início da compilação dos dados, em 1984. O nível de emprego subiu 121 mil, para 28,27 milhões, também o maior já registrado. A avaliação sobre os pedidos de auxílio-desemprego, acompanhada pelo mercado, mostrou queda nas requisições do benefício pelo nono mês consecutivo, de 6,6 mil, para 885,2 mil, em fevereiro. A taxa de desemprego entre os trabalhadores que recebem o benefício manteve-se estável, em 2,9%, em fevereiro. Economistas esperavam queda de 10 mil pedidos. O ganho médio dos trabalhadores subiu 4,4% em três meses até janeiro, maior variação desde setembro de 2001. Excluindo efeito de alta dos preços e dos impostos, o ganho médio manteve-se abaixo do patamar de 4,5%, considerado consistente com a variação inflacionária pelo Banco da Inglaterra. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

17 Março 2004 | 12h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.