carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Desemprego na zona do euro é o maior desde 1999

A taxa de desemprego na zona do euro (que reúne os 16 países que adotam o euro como moeda) subiu para 9,6% em agosto, ante 9,5% em julho, atingindo o maior nível desde março de 1999, informou hoje a agência de estatísticas Eurostat. O dado ficou em linha com a previsão dos economistas.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

01 de outubro de 2009 | 08h58

A Eurostat informou que 165 mil pessoas se juntaram às filas de desempregados na zona do euro, aumentando o número total de desempregados para 15,2 milhões, mais do que toda a população da Áustria e da Irlanda combinadas. Cerca de 3,2 milhões de pessoas perderam o emprego no ano até agosto.

As perdas têm sido particularmente mais severas entre as pessoas com menos de 25 anos. Segundo a Eurostat, a taxa de desemprego entre os jovens saltou para 19,7% em agosto, de 15,6% um ano antes. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
desempregozona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.