Desemprego no Brasil é o menor desde 2002, aponta IBGE

Taxa em novembro ficou em 8,2%, ante 8,7% em outubro; número de ocupados somou 21,4 milhões

Jacqueline Farid, Agencia Estado

20 de dezembro de 2007 | 09h16

A taxa de desemprego nas seis maiores regiões metropolitanas do País caiu em novembro para o menor patamar da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), iniciada em março de 2002. A taxa em novembro ficou em 8,2%, ante 8,7% em outubro. Em novembro do ano passado, a taxa havia sido de 9,5%.   O número de ocupados somou 21,4 milhões nas seis regiões pesquisadas pelo IBGE, com alta de 0,7% ante outubro e de 3,5% na comparação com novembro de 2006. A população desocupada somou 1,9 milhão, com queda de 5% ante o mês anterior e recuo de 12% na comparação anual. Segundo a pesquisa, a taxa de desemprego de novembro caiu em todas as regiões pesquisadas em relação a outubro, ficando estável apenas no Rio de Janeiro (6,5%). Em São Paulo, a taxa de novembro foi de 8,8% ante 9,5% em outubro.   O rendimento médio real dos trabalhadores aumentou 1,3% em novembro ante outubro e 2,4% ante novembro de 2006, atingindo R$ 1.143,60, segundo informou nesta quinta-feira, 20, o IBGE. O número de pessoas ocupadas somou 21,4 milhões nas seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE, com alta de 0,7% ante outubro e de 3,5% na comparação com novembro de 2006.     Inflação   A inflação medida pelo IPCA-15 ficou em 0,70% em dezembro, ante 0,23% em novembro, segundo divulgou o IBGE. O resultado superou o teto das estimativas dos analistas ouvidos pela Agência Estado, que variavam de 0,55% a 0,65%, com mediana em 0,59%.   Os alimentos foram responsáveis por mais da metade da taxa de dezembro do IPCA-15, com contribuição de 0,37 ponto porcentual no índice e alta de 1,73%. O IPCA-15 fechou 2007 com uma alta acumulada de 4,36%, superior à variação de 2,96% apurada no ano de 2006.   (Com Reuters)   Matéria ampliada às 9h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.