Desemprego no Chile cai para 6,5%

O desemprego no Chile caiu para 6,5% no período de julho a setembro deste ano, na comparação com os 7,4% reportados no mesmo período de 2011, mas subiu ante os 6,4% de junho a agosto de 2012, de acordo com a agência de estatísticas do governo INE.

AE, Agencia Estado

31 Outubro 2012 | 12h57

Analistas e autoridades disseram que, nesses níveis, a economia está praticamente em situação de pleno emprego. Segundo o INE, os setores de educação, mineração, hotéis e restaurantes registraram o maior aumento nos empregos, enquanto o emprego no varejo mais uma vez teve a queda mais significativa.

A força de trabalho avançou para 8,137 milhões no período de julho a setembro, de 8,069 milhões de junho a agosto e de 8,089 milhões no terceiro trimestre de 2011. A força de trabalho inclui aqueles que estão trabalhando, aqueles que estão procurando emprego e aqueles que poderiam estar empregados, mas não estão ativamente procurando emprego. A população do Chile é estimada em 17 milhões de pessoas. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Chiledesemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.