Desemprego pode cair para menos de 10%, prevê Berzoini

Os dados positivos do emprego, divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho, fizeram o ministro Ricardo Berzoini prever que o índice de desemprego medido pelo IBGE, que está em 10,9%, poderá cair para menos de um dígito, até o fim do ano."Para isso, teremos que reduzir (o desemprego) em apenas um por cento, nos últimos 3 meses, que são justamente os mais favoráveis para o mercado de trabalho", argumentou o ministro.Nem mesmo o aumento da taxa de juros, decidido há dois dias pelo Comitê de Política Monetária (Copom), fez o ministro perder o otimismo. Ele disse que, este ano, a elevação dos juros básicos não afetará o mercado de trabalho e que, para 2005, espera um cenário mais favorável no mercado internacional, com reversão do preço do petróleo. Com isso, o Brasil poderia adotar uma política monetária mais favorável."O aumento da taxa de juros não é bom para nenhum setor, muito menos para o mercado de trabalho", afirmou Berzoini. "O desafio é combinar o combate à inflação com o crescimento econômico".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.