Desemprego sobe 0,2% em agosto em SP, diz Dieese

Os resultados da Pesquisa de Emprego e Desemprego, realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, apresentaram pequena oscilação positiva na taxa de desemprego, que passou de 18,1%, em julho, para 18,3% em agosto. A incorporação de 38 mil pessoas na força de trabalho, associada ao pequeno aumento de 12 mil postos de trabalho resultou no ligeiro acréscimo de 26 mil desempregados.O nível de ocupação nesse mês manteve-se quase que estável (0,2%) - resultado do aumento de 25 mil postos de trabalho no comércio e de 24 mil postos em outros segmentos, e da diminuição de 28 mil vagas na Indústria e da relativa estabilidade no setor de serviços, que perdeu 9 mil postos. Em julho, o rendimento médio real dos ocupados apresentou redução de 2,9% e o dos assalariados, de 1,5%, tornando-se equivalentes a R$ 831 e R$ 878, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.