finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Desemprego sobe a 7,7% em outubro na zona do euro

A taxa de desemprego na zona do euro subiu para 7,7% em outubro, ante dado revisado de 7,6% em setembro, informou a agência de estatísticas Eurostat. Economistas esperavam uma taxa de 7,6%, com base no dado original de setembro de 7,5%.A perda de emprego tem sido mais acelerada na Espanha, onde a taxa de desemprego atingiu 12,8% em outubro, de 12,1% em setembro. Já na Alemanha a taxa se manteve em 7,1%, mesma registrada no mês anterior.Há fortes indicações de que a taxa de desemprego aumentará novamente em novembro. Uma pesquisa separada com gerentes de compra de manufatureiros e fornecedores de serviços na zona do euro mostrou que o ritmo de perda de emprego subiu para o maior nível desde maio de 2003.Na zona do euro, o número de pessoas sem emprego aumentou em 225 mil para 12 milhões, enquanto na União Européia o número de desempregados cresceu 290 mil para 17,2 milhões. As informações são da Dow Jones.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

28 de novembro de 2008 | 08h37

Tudo o que sabemos sobre:
desempregozona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.