Desoneração do setor produtivo depende da arrecadação em 2005

Após reunião com membros da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara para análise da arrecadação de setembro, que fechou em cerca de R$ 27 bilhões, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, confirmou que estão sendo feitos estudos para dar seqüência à desoneração de investimentos produtivos no País. Ele, no entanto, condicionou as possíveis novas medidas ao comportamento da arrecadação no próximo ano. Rachid destacou ainda o objetivo da Secretaria da Receita de ampliar a base de arrecadação por meio do combate à sonegação. Afirmou que, apesar da recente insatisfação da base aliada do governo no Congresso por causa da não liberação de verbas de emendas parlamentares, o assunto não foi tratado no encontro de hoje, na Comissão de Finanças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.