Despesa com juros do setor público bate recorde em novembro

Despesa foi a mais alta para o mês na série iniciada em dezembro de 2001, segundo o Banco Central

Fabio Graner e Adriana Fernandes, da Agência Estado,

30 de dezembro de 2009 | 13h29

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, afirmou nesta quarta-feira, 29, que a despesa com juros do setor público em novembro foi a mais alta para o mês na série iniciada em dezembro de 2001. Segundo ele, o resultado do mês passado foi influenciado pela alta da inflação medida pelo IPCA, que ficou em 0,41% e afeta os papéis emitidos pelo governo atrelados a esse índice.

 

Altamir voltou a destacar o resultado primário positivo de novembro, que foi o melhor da série para meses de novembro desde 1991, início da série que leva em conta inclusive a Petrobras, que foi retirada da estatística das contas a partir de dezembro de 2001.

 

 O chefe do Depec ressaltou a contribuição positiva das empresas estaduais e municipais e também dos governos regionais na composição do resultado primário de novembro. Segundo o técnico, apesar da deterioração no resultado fiscal deste ano, o Brasil ainda tem um desempenho melhor que de uma série de países.

 

Ele apresentou uma lista com Estados Unidos, Alemanha, Itália e Canadá para mostrar que o aumento no déficit nominal - resultado depois do pagamento de juros - no Brasil foi mais baixo que nesses países, bem como a expansão da dívida pública, que na média foi de cerca de 10 pontos porcentuais em 2009 nesses países e no Brasil foi de 5,7 pontos porcentuais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.