Despesa do governo central subiu 9,7% no ano até abril

As despesas do governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social) cresceram 9,7% de janeiro a abril de 2011, ante o mesmo período do ano passado, de acordo com dados divulgados hoje pelo Tesouro. Já as receitas tiveram alta de 16% no primeiro quadrimestre do ano em relação aos quatro primeiros meses de 2010.

EDUARDO RODRIGUES E RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

26 de maio de 2011 | 11h02

Os pagamentos referentes a investimentos até abril totalizaram R$ 13,4 bilhões, com crescimento de 5% sobre o primeiro quadrimestre de 2010, quando os investimentos somaram R$ 12,8 bilhões. O ritmo de expansão dos investimentos, porém, continuou em queda. A taxa de crescimento, que chegou a ser de 85% em janeiro, caiu para 25% no acumulado até fevereiro e passou a 9% até março.

Os valores referentes ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) totalizaram R$ 7,559 bilhões de janeiro a abril, com aumento de 39% sobre aos R$ 5,425 bilhões do primeiro quadrimestre de 2010. Neste caso, o ritmo de crescimento dos pagamentos aumentou, pois no acumulado do ano até março a expansão era de 35%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.