coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Despesa do governo cresce 23% em janeiro e receita cai

Mesmo com aumento das despesas, janeiro teve resultado melhor que dezembro, quando déficit foi de R$ 20 bi

Renata Verissimo e Adriana Fernandes, da Agência Estado,

20 de fevereiro de 2009 | 15h06

Com o aumento das despesas de 23,46% e uma queda nas receitas de 2,67%, o superávit primário do Governo Central (Tesouro, Previdência e Banco Central) foi de apenas R$ 4,251 bilhões em janeiro frente a déficit de R$ 20,023 bilhões em dezembro, informou o Tesouro Nacional nesta sexta-feira, 20. O resultado equivale a 1,75% do PIB. Em janeiro de 2008 o superávit foi de R$ 15,362 bilhões, o que equivalia a 6,75% do PIB.   Veja também: Empresas estrangeiras remetem menos lucros e reduzem investimento no Brasil As medidas do emprego De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise   Segundo os dados divulgados nesta sexta-feira, 20, o Tesouro realizou um superávit de R$ 10,612 bilhões enquanto que a Previdência Social registrou déficit de R$ 6,337 bilhões. O BC também teve um resultado negativo em janeiro, de R$ 23,6 milhões. "A evolução do resultado do governo central comparativamente ao mesmo período do ano anterior foi influenciada por fatores atípicos ocorridos neste e naqueles exercícios", afirmou em Tesouro em nota.   O impacto da crise financeira internacional na receita do governo contribuiu para a redução do superávit primário das contas do governo central em janeiro. O superávit apresentou uma queda de R$ 11,1 bilhões em comparação ao registrado em janeiro do ano passado. As receitas brutas do governo central caíram R$ 2,6 bilhões em janeiro em relação ao mesmo período do ano passado.   O governo fez uma série de desonerações tributárias para enfrentar a crise no final do ano passado e início deste ano, o que acarretou na diminuição da arrecadação. Além disso, as despesas do governo aumentaram. As despesas de janeiro deste ano com pessoal cresceram 31,22% em relação a janeiro do ano passado. As despesas totais caíram 23,46% no mesmo período de comparação, o que contribuiu para a redução do superávit.   Os gastos com investimentos no mês de janeiro somaram R$ 1,493 bilhão, segundo os dados divulgados pelo Tesouro Nacional. O valor representa um aumento de R$ 231,6 milhões em relação a janeiro de 2008. Os ministérios que mais investiram foram dos Transportes, Ciência e Tecnologia, Defesa, Desenvolvimento Social e Combate à Fome. As despesas com o Projeto Piloto de Investimento (PPI) totalizaram R$ 285,2 milhões em janeiro; 23,6% a mais em relação a janeiro do ano passado, quando foram desembolsados R$ 230,6 milhões.   Com Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
MACROGOVCENTRALJANEIRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.