Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Despesas de brasileiros no exterior saltam 41,2%

Apesar do caos aéreo, os brasileiros continuam aproveitando o câmbio favorável para viajar ao exterior. Segundo o Banco Central (BC), a diferença entre o que os estrangeiros gastaram aqui e o que os brasileiros gastaram lá fora foi de US$ 353 milhões em junho - 80,2% mais do que o registrado em junho de 2006. Os gastos de brasileiros no exterior avançaram 41,2% e as despesas de estrangeiros aqui, 15,7%. No ano, o saldo líquido dos gastos brasileiros com viagens ao exterior chega a US$ 1,060 bilhão, 126% a mais do que no primeiro semestre do ano passado.As despesas, ou seja, aquilo que é gasto no exterior, foram de US$ 694 milhões em junho, maior valor da série do BC. Em junho de 1997, quando a farra das viagens ao exterior estava no auge por causa da paridade entre o real e o dólar, as despesas foram de US$ 523 milhões.Considerando que junho ainda não era período de férias escolares, é de esperar que montantes semelhantes sejam atingidos em julho. Até ontem, as despesas somavam US$ 569 milhões, segundo o BC.A gastança no exterior é parcialmente compensada pelos estrangeiros que vêm para o Brasil, cujos gastos entram nas contas do BC como receita. Em junho, as receitas foram de US$ 341 milhões, aumento de 15,6% em comparação com junho de 2006. No ano, somam US$ 2,436 bilhões, 11% mais do que em igual período de 2006.

O Estadao de S.Paulo

07 de julho de 2024 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.