Despesas do governo central sobem mais do que receita

As despesas das contas do governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) continuam a aumentar em velocidade bem maior do que as receitas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Tesouro Nacional. Enquanto as despesas do governo neste ano até julho registraram alta de 12% na comparação com igual período do ano passado, as receitas no mesmo período subiram 7%.

ADRIANA FERNANDES E CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

29 de agosto de 2012 | 11h38

As receitas totais de janeiro a julho somaram R$ 504,475 bilhões, enquanto no mesmo período do ano passado esse montante foi de R$ 471,267 bilhões. Já as despesas passaram de R$ 403,931 bilhões nos primeiros sete meses de 2011 para R$ 452,569 bilhões. Apenas em julho deste ano, a receita líquida foi de R$ 76,885 bilhões e as despesas de R$ 72,896 bilhões.

No acumulado do ano até julho, o resultado primário do governo central foi de R$ 51,905 bilhões e a meta para o ano é de R$ 96,97 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Resultado fiscalTesourojulho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.