Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Desvalorização do dólar preocupa exportadores, diz Furlan

Num momento em que o País precisa aumentar os investimentos para garantir a sustentação do crescimento econômico, a desvalorização do dólar frente a outra moedas estrangeiras é um fator de preocupação, na avaliação do ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan.Segundo ele, o setor produtivo exportador vive um momento decisivo. Isso porque boa parte das empresas está concluindo o embarque das exportações que foram contratadas em junho e se prepara para fazer novas operações. "As empresas que vão exportar em 2005 estudam a viabilidade econômica de produzir para vender à taxa de câmbio atual", afirmou o ministro, que participou há pouco da apresentação da nova diretoria do BNDES, no Palácio do Planalto.Além disso, destacou Furlan, alguns empresários estão no momento de decidir se farão novos investimentos para aumentar a capacidade de exportação ou direcionarão a produção para o mercado interno com a planta atual. O ponto central, nesse caso, também é a taxa de câmbio. "Esse é o debate", disse Furlan. "É um sinal de preocupação (a desvalorização do dólar) de que estamos tratando e esperamos que encontre logo um equilíbrio", disse.Na avaliação do ministro, o País precisa ter uma taxa de câmbio que seja estimulante para as exportações, mas há uma distância entre o desejo e o possível. "Eu e o presidente Lula somos corinthianos e desejávamos que o Corinthians não estivesse em 8º lugar no campeonato brasileiro, e sim em primeiro", brincou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.