Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Detalhes do acordo FMI e Argentina serão divulgados após eleições

O ministro da Economia da Argentina, Roberto Lavagna, disse que o Fundo Monetário Internacional (FMI) completou sua revisão de abril sobre o desempenho das contas argentinas sob os termos acertados no acordo de rolagem da dívida assinado em janeiro. Contudo, Lavagna disse que os detalhes da revisão serão divulgados apenas depois do segundo turno da eleição para presidente marcado este domingo, sem dar mais explicações. A divulgação desses detalhes era esperada para hoje, incluindo dados como a nova meta de crescimento monetário. Numa entrevista concedida na semana passada, Lavagna havia adiantado que o FMI teria concordado em aumentar o limite de crescimento da base monetária, conforme solicitação do Banco Central. A baixa inflação, que subiu apenas 0,1% em abril, reforçou o apelo do BC para manter sua política monetária frouxa e assim emitir mais pesos para conter a alta da moeda ante o dólar. O peso argentino acumula uma valorização de 20% frente o dólar este ano. Separadamente, o ministro confirmou que o governo fará um pagamento de US$ 783 milhões em atraso ao Banco Mundial, pois o período de carência de 30 dias após o vencimento termina na quarta-feira. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

12 de maio de 2003 | 19h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.