Detectado foco de febre aftosa no leste da China

Um foco de febre aftosa, que obrigou o sacrifício de 91 cabeças de gado bovino, foi confirmado em uma fazenda da província chinesa de Shandong (leste do país), informou neste sábado a agência oficial de notícias Xinhua citando fontes do Ministério da Agricultura. O foco é o primeiro detectado no país em seis meses, segundo a mesma fonte.Os primeiros sintomas foram detectados em 6 de dezembro e em duas semanas 48 animais da fazenda apresentavam os mesmos sinais. As autoridades provinciais ordenaram a desinfecção e quarentena do gado da região onde surgiu o foco, assim como a vacinação dos animais vulneráveis, destacou o diário China Daily. "Doenças epidêmicas como a gripe aviária e a febre aftosa aparecem esporadicamente com facilidade, por isso a situação neste inverno e na próxima primavera não convida ao otimismo", destacou o chefe do escritório nacional de Veterinária, Jia Youling.As autoridades chinesas defendem que a febre aftosa é pouco freqüente no país asiático, afiração posta em dúvida por especialistas de outros países, que acham que na China pode estar a origem da epidemia de febre aftosa que afetou Taiwan em 1997.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.