Deutsche Bank começa a demitir 2.100 funcionários

O Deutsche Bank AG iniciou, nesta semana, o plano de demissões que havia anunciado em dezembro. Os primeiros cortes foram na unidade de investimentos do banco, com funcionários junior (em posições menos elevadas) e financiadores corporativos tendo sido os primeiros afetados, segundo fontes revelaram à agência Dow Jones.O banco não quis comentar detalhes sobre a medida, limitando-se a citar a nota divulgada em dezembro. Na época, o Deutsche disse que iria cortar 2.100 empregos na unidade corporativa e de investimentos do banco, ou cerca de 5% da força total da divisão. De acordo com a nota, o plano afetaria 350 funcionários na Grã Bretanha e 900 na Europa continental nos próximos 12 meses.A nova rodada de demissões aconteceu depois de outro anúncio, feito no início de 2001, de um corte de 7.100 empregos. Fontes do setor, que falaram na condição de anonimato, disseram que os negócios de finanças corporativas do banco, ou a parte da unidade de investimentos que aconselha empresas sobre assuntos como fusões e aquisições, foi fortemente afetado.Os funcionários junior, como associados e analistas, foram os primeiros demitidos nesta semana, além de funcionários que trabalham com os setores de tecnologia e indústria, segundo as fontes. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.