Deutsche Bank tem prejuízo de US$ 295 mi no trimestre

O Deutsche Bank AG surpreendentemente registrou prejuízo no terceiro trimestre de 2002, com provisões para créditos podres cinco vezes maior do que no ano passado. O maior banco da Alemanha teve um prejuízo líquido de 299 milhões de euros (US$ 295,0 milhões) no terceiro trimestre, ante um lucro líquido de 224 milhões de euros em igual período do ano passado. Os analistas estimavam um lucro líquido de 147 milhões de euros (US$ 145,0 milhões) no trimestre. As provisões para créditos podres com a deterioração da economia alemã subiram para 753 milhões de euros (US$ 743,2 milhões), de 135 milhões de euros, muito maior do que os analistas previam de 570 milhões de euros (US$ 562,5 milhões). O prejuízo antes dos impostos foi de 181 milhões de euros (US$ 178,6 milhões), ante o lucro antes dos impostos de 363 milhões de euros em 2001. O Deutsche Bank é o segundo banco alemão a registrar prejuízo no terceiro trimestre, afetado pelo maior número de empresas insolventes e os fracos mercados acionários que reduziram a atividade do banco de investimento e resultou em baixas contábeis sobre participações. O HVB Group AG anunciou prejuízo na semana semana, com o Commerzbank devendo fazer o mesmo em 12 de novembro. O banco alemão colocou as suas esperanças de lucratividade sobre um programa de reestruturação que envolve a redução de negócios periféricos e a expansão do banco privado. O Deutsche Bank disse que diminuiu 11% dos custos desde o ano passado. Dos 14.500 funcionários que a empresa planeja dispensar até o final de 2003, o banco disse que já cortou quase 10.000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.