Deutsche deve criar nova unidade e demitir 1.800

O banco alemão Deutsche Bank planeja criar uma nova unidade de banco e investimento para pessoas físicas e pequenas empresas, com o objetivo de triplicar o lucro operacional da divisão. Isso significará um corte adicional de 1.800 empregos. A unidade Private and Business Clients terá um lucro operacional de 1 bilhão de euros (US$ 976,4 milhões) até 2004, disse Herbert Walter, membro do conselho administrativo da empresa. Essa divisão que espera obter clientes das unidades de varejo, online, banco privado e banco comercial, planeja uma redução total de 4.000 funcionários. A unidade já encontra-se no processo de cortar 2.200 empregos. O Deutsche Bank pretende oferecer a seus 12,5 milhões de clientes privados e pequenas empresas uma série de serviços, desde contas bancárias até empréstimos e produtos de investimento. A empresa planeja também aumentar o número de clientes para 14 milhões até 2004, sem quaisquer outras aquisições. Dois terços dos 14 milhões serão provenientes da Alemanha, e o um terço restante virá de outros países europeus. Walter também afirmou que parte dos custos de reestruturação da unidade foram incluídos nos custos de 200 milhões de euros (US$ 195,2 milhões) do banco, anunciados em março.A empresa estima que o processo de reestruturação durará 24 meses, sendo que a reestruturação principal deverá ser concluída dentro de 12 a 15 meses, até o final de 2003. Walter vê o Deutsche Bank bem posicionado para competir com o Citibank do Citigroup no mercado alemão. O banco tem planos de tornar-se o maior banco em seu mercado doméstico e de que seu negócio no varejo cresça tanto quanto o do Citigroup.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.