Deutsche tem prejuízo de 131 milhões de euros no 1º tri

O Deutsche Bank AG anunciou nesta terça-feira um prejuízo líquido de 131 milhões de euros (US$ 203 milhões), depois da participação dos acionistas minoritários, no primeiro trimestre deste ano, ante lucro líquido de 2,12 bilhões de euros no mesmo período de 2007. O prejuízo líquido antes da participação dos acionistas minoritários foi de 141 bilhões de euros (US$ 220 milhões).É a primeira perda líquida do banco alemão em cinco anos. O resultado negativo foi provocado por uma baixa contábil de 2,7 bilhões de euros (US$ 4,22 bilhões), relacionada a redução dos valores dos empréstimos alavancados e compromissos de empréstimos, e a dívidas hipotecárias do setor imobiliário e residencial.Os números ficaram abaixo da estimativas dos analistas, que previram uma perda líquida de 188 milhões de euros."A pressão sobre o setor bancário foi mais intensa no mês de março do que em qualquer outro período desde o início da crise do crédito. Isto deixou, inevitavelmente, sua marca nos resultados do Deutsche Bank, disse o chefe-executivo da instituição, Josef Ackermann.No seu relatório anual, publicado no final de março, o banco destacou que poderia não alcançar sua meta para um lucro pretax (antes de impostos) de 9,4 bilhões de euros (US$ 14,7 bilhões) e que futuras baixas contábeis eram esperadas a menos que a economia e as condições do mercado melhorassem.Às 4 horas (horário de Brasília), as ações do banco eram cotadas a 6,45 euros, queda de 0,4%, ou 0,52 de euros. Os papéis já registram perda de 14% no acumulado do ano, dando à empresa um valor de mercado de cerca de 40 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.