Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Dez tecnologias estratégicas de 2009 a 2014

Nestes tempos de crise mundial, a maioria das empresas gostaria de obter resposta para duas perguntas fundamentais: 1) Para onde caminha a tecnologia da informação (TI)? 2) Quais são seus aspectos realmente estratégicos?Para os analistas do Gartner, instituto e consultoria de renome mundial, as dez tecnologias estratégicas que deverão exercer maior influência sobre a computação empresarial, de 2009 a 2014, são as seguintes: computação verde, comunicações unificadas, implicações multinúcleos, gerenciamento de metadados, virtualização, computação na nuvem, mashups, servidores em tecido, internet do mundo real e software social. A síntese das tendências a seguir resultou de entrevista e palestra de Carl Claunch, vice-presidente do Gartner. O leitor interessado nesse tema poderá ouvir Carl Claunch e outros analistas, que falarão no evento latino-americano do Gartner, a Conferência Anual sobre o Futuro da TI, que será realizada em São Paulo, no WTC, de 15 a 17 de setembro (mais informações pelo telefone 11-3074-9724 ou por meio do site www.gartner.com/br/futureit).O impacto dessas dez tendências tecnológicas pode ser comprovado pelas mudanças profundas que elas promovem na vida das empresas, nos processos de TI, no próprio negócio, nas necessidades de investimento ou no risco de sua adoção tardia. Ei-las: Computação verde - Mais do que uma tecnologia específica, computação verde é uma nova filosofia que visa à sobrevivência do planeta e da humanidade, pela mudança de comportamentos, de forma especial a redução do consumo de energia, as emissões de carbono e o lançamento de substâncias perigosas no meio ambiente. Comunicações unificadas referem-se à integração de serviços e tecnologias que permitem, por exemplo, a localização do executivo por intermédio de qualquer forma de comunicação, seja audioconferência (telefone fixo, empresarial ou residencial, celular), videoconferência, telepresença, e-mail ou outra forma, graças ao uso de softwares especiais e do protocolo IP que unificam todos esses sistemas de comunicação. Implicações de multinúcleos - O uso de chips com diversos núcleos proporciona expressiva economia de energia e tem grande impacto sobre a produtividade das empresas. Um chip Quad Core (4 núcleos), produz mais e consome menos energia por núcleo. O mesmo deverá ocorrer com os de 8, 16 ou mais núcleos. Gerenciamento via metadados é o sistema de administração das informações empresariais (EIM, de Enterprise Information Management) diretamente ligado à arquitetura orientada a serviços (SOA, de Service Oriented Arquiteture) e à plataforma de processamento de negócios (BPP, de Business Process Platform). Metadados são aqueles que transcendem os dados ou a eles são adicionados, para tornar mais fácil sua organização e utilização. Virtualização é o conjunto de recursos ou de ferramentas de software que permite a multiplicação virtual de recursos de um computador (como hardware, sistema operacional e aplicativos) para utilização remota por usuários pré-determinados. (V. coluna de 04-03-2007) Computação em nuvem é a utilização intensiva da internet 2.0 como recurso principal de computação e que assegura quatro qualidades básicas: garantia do serviço, pagamento pelo uso, acessibilidade ubíqua (via internet) e escalabilidade (V. coluna de 16-11-2008). Mashups - No jargão de TI, mashup é um website ou uma aplicação da web que usa conteúdos de duas ou mais fontes para criar um serviço novo e completo, como, por exemplo, quando se combinam dados de fontes como eBay, Amazon.com, Yahoo e Google. Servidores em tecido (Fabric Servers) são avanços que permitirão o tratamento de memória, processadores e interfaces de entrada e saída como componentes de um conjunto, combinando-os e recombinando-os de modo a atender a necessidades específicas. Esses servidores em tecido decorrem dos grandes saltos da microeletrônica, como os processadores multinúcleos, que em breve chegarão a 32 núcleos para processamento em paralelo. Internet do mundo real (real world web) é a expressão que designa situações nas quais a informação da internet é aplicada a determinado local, atividade ou contexto. Nela, a tecnologia é usada em tempo real, com base em aplicações específicas. Assim, enquanto uma lista de endereços impressa a partir da web não reage a mudanças, uma unidade de navegação GPS, por outro lado, oferece orientações em tempo real que reage a movimentos, refletindo muito mais a realidade do que qualquer informação virtual. Software social - Até 2010, o ambiente corporativo da Web 2.0 vai experimentar um fluxo considerável de inovação de produtos e novos entrantes, incluindo start-ups, grandes fornecedores e companhias tradicionais de colaboração. Podemos esperar uma consolidação significativa, com os concorrentes buscando oferecer soluções robustas de Web 2.0 às empresas. Seja como for, as tecnologias de software social serão cada vez mais levadas para o ambiente corporativo, com o objetivo de ampliar a colaboração tradicional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.