Dia dos Namorados: comércio fraco

Mesmo com a proximidade do Dia dos Namorados, o movimento no comércio ainda está abaixo das expectativas. A média diária de consultas ao Telecheque - que dá uma idéia das vendas à vista e com cheques pré-datados -, entre os dias 1 a 7, está 2,5% abaixo do mesmo período do ano passado. As consultas ao Serviço Central de Proteção ao Cheque (SCPC) estão 3,4% inferiores, conforme apurou a repórter Vera Dantas.A expectativa dos shoppings, que procuram atrair consumidores e namorados com dezenas de sorteios para casais, é de faturar entre 6% e 8% a mais do que na mesma data do ano passado. "Se não esfriar e o consumo se concentrar em produtos mais baratos como bijouterias, CDs e perfumes, talvez o resultado seja menor, em torno de 3% a mais do que em 99", diz o presidente da Associação dos Lojistas de Shoppings, Nabil Sahyon.Veja na sequencia matéria com dicas do Procon para as compras do Dia dos Namorados

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.